20 de novembro de 2004

Apregunta

Apregunta épros alumiados mulher! Não taprocupes! Jáfoi feitaplos alumiados, doutoresde apalpar asmamas ereceitar remédios prameter nocu. Agente nuncaresponde àspreguntas dosalumiados: dizsempre simsenhor ipronto. Olhacu meuhome quando eranovo saíamede casaàs cincoda manhã, coma marmita cutacho, iapra obra, voltava pelassete. Nuncame apreguntou nada nãosenhor. Sómedizia Maria abreas pernas ipronto, jáestava. Depoiséque começaram a darlhe osanos, opó dotijolo ea febredo cimento ipronto, deixoudeme amandar. Olhamulher dantesera obrade NossaSenhora, agoraé obrado mafarrico. Chegaslá botasacruz na casinha queles querem ipronto. Senão fosseassim elesaté apreguntavam direito. Assimcumassim aquilonão vaibaixar opreço docarteirão de sardinha, olha fodeide-vos!

1 Comentários:

Às 10:57 da manhã , Blogger Laurindinha disse...

Que inspirado! :D

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial