5 de março de 2012

Apagão


Apagão é uma palavra composta por seis letras, quatro vogais e duas consoantes, que eu pensava que não existisse a não ser na linguagem erudita dos politólogos, dos profissionais da bola e da oposição ao acordo ortográfico. Mas o dicionário Porto Editora de 2010, que consultei, e que já inclui o acordo, diz-me que a palavra existe e que significa “interrupção provisória do fornecimento de electricidade a uma dada região”. O que me deixa mais descansado e em condições de a poder utilizar, no exterior do estádio da luz, sem ironia, especialmente depois da noite da última sexta feira.

Para agradecer aos meus amigos que, durante o apagão de que fui vítima durante coisa de uma semana, se preocuparam comigo e me deixaram seguramente convicto de que, quem tem amigos, não morre na cadeia. E para afirmar que, passados uns dias com alguns problemas de saúde, estou bem ou em vias disso. Muito obrigado de novo. O mau génio e a ironia, ou a sua miragem, convalescem. Para, como o Fântomas, voltarem ao local do crime na primeira oportunidade...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial