13 de dezembro de 2004

Orçamento

O presidente da Câmara Municipal do Porto apresentou o Orçamento da vereação que dirige para o ano de 2005. Salientou, como é politicamente natural e eticamente incorrecto, os factores que mais lhe convêm. Referiu, como bandeira, que a preocupação da Câmara continua a ser a habitação social e que o item é contemplado com 20 milhões de euros - 4 milhões de contos -, ou sejam mais 172 por cento do que no ano anterior. O que significa que o orçamento anterior, também da sua responsabilidade, se ficou por pouco mais de 7 milhões de euros - menos de 1,5 milhões de contos - cujo peso no orçamento global, a considerar a pouca informação publicitada, não atinge dez por cento.

O presidente da Câmara é economista de formação e no currículo que publicita no site da autarquia, refere mesmo alguma, embora reduzida, experiência profissional naquela área. Hoje, e de longa data, como se sabe, Rui Rio é político profissional, seja lá isso aquilo que for. Porque, de facto, essa qualidade não corresponde a mais nada que não seja o desempenho de cargos políticos, por via do voto, sem nenhum concurso e sem nenhuma avaliação das capacidades profissionais. Referindo-se, por justo e verdadeiro, que o que aqui se diz em relação a Rui Rio se pode dizer em relação a toda a extensa classe de políticos profissionais que, aos mais diversos níveis, vêm assumindo os mais variados cargos.

Agora percorro com a calma de que sou capaz e a minúcia de um fiscal camarário de parcómetros a série de menus e sub menus em que se encontra estruturado o site da Câmara Municipal do Porto. Debalde! Não encontro o orçamento para o ano em curso nem tão pouco a proposta para o ano que se aproxima. Sabendo que a divulgação desses documentos essenciais se situa no limiar da transparência que o presidente da vereação tão activamente defende e tão persistentemente pratica, o erro só pode ser meu que não os consegui localizar. Poderá alguém ajudar-me, a começar pela própria Câmara ou pela Direcção Municipal dos Serviços da Presidência?

1 Comentários:

Às 10:20 da tarde , Blogger rajodoas disse...

Oh amigo Luis nem parece seu. Então estava á espera que um site oficial, neste caso da autarquia pudesse ser mais esclarecedor que qualquer outro de um Ministério
em que a informação acessível a um internauta interessado na sua recolha, nunca consegue ir
para além de dados básicos. Claro que por esta via não vai encontrar qualquer resposta que satisfaça a sua curiosidade.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial