12 de fevereiro de 2015

Amigos são amigos

Amigos são amigos. Simplesmente. Não fazem da amizade um modo hipócrita para encurtar caminho e atingir objetivos perdidos na bruma do tempo. Não se enganam uns aos outros, estão sempre disponíveis reciprocamente, sem condições e em qualquer momento ou lugar. Mão estendida, peito aberto, um sorriso franco pendurado do rosto.

Amigos não são navegadores dobrando a sempre tempestade do cabo das tormentas, à descoberta do caminho marítimo para a Índia, na ânsia do saque e do carregamento de especiarias, pimenta do reino e cravinho, o lucro gordo garantido no regresso aos portos assoreados da Europa.


Amigos não são inventores a engrossar contas em bancos suiços, à custa da venda de telefones e lâmpadas de incandescência em casas da especialidade e supermercados. Os amigos não mentem, mesmo que a verdade seja um ferro em brasa a acentuar-lhes o contorno dos lábios e a deixar-lhes na língua a consciência do voo sereno de uma pomba branca.

Os amigos não traem , entregam-se numa viagem idêntica de ida e volta. Não se falam durante anos e a ausência aproxima-os, quanto maior, mais a distância os irmana, as dificuldades igualam-nos como se fossem apenas um. Não se cobrem do escuro da noite para invadir garagens e esventrar pneus, como se sangrassem abdoméns flácidos e vulneráveis, sentindo-se valentes como a padeira de Aljubarrota. Dão-se as mãos, olham-se nos olhos, apertam-se num abraço que lhes sobe pela espinha e lhes chega ao coração.


1 Comentários:

Às 7:56 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Belo e comovente este estado de alma, Luís. É, para mim um grande prazer encontrá-lo de novo por aqui..onde passo de vez em quando, recordando que foi este Cabo Raso que me permitiu o acesso ao mundo dos blogs, já lá vão uns anos. A Bettips... como a recordo também! Muita água já passou debaixo das pontes, meu caro amigo. Mas também estou de volta aos blogs... o FB está pelas ruas da amargura.
Um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial