17 de maio de 2017

Senta-te comigo à beira mar

Senta-te comigo à beira mar, onde vem morrer a última espuma da maré. Olhemos o sol que se estende sobre o horizonte, como a toalha que se põe na mesa, para o jantar. Dá-me a tua mão, com rosas amarelas desabrochando-te na ponta dos dedos. Enlacemos os dedos. Descubramos o sabor feliz que tem a maresia!


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial