17 de setembro de 2013

Ainda pasmo...

Mas não devia, tantas e tais são as bacoradas com que diariamente somos brindados por cabotinos investidos em funções governativas.

Ainda hoje! Parece que o governo trocou por patacos o que o país ainda detinha da ANA. E alguém, de quem felizmente não vi a carantonha, apregoava num dos conhecidos orgãos de descomunicação: “Hoje é um dia muito importante para o nosso país. Deixa de ser accionista da ANA mas mantém se próximo e reforça a sua posição de regulador”. Seja lá isso de regulador aquilo que for, para além do tacho e da independência dele em relação à fonte de calor que lhe aquece o rabiosque.


Pasmei, como se nunca tivesse visto nem autarcas, nem porcos a andar de bicicleta! Porque isto é como uma família desempregada, com para aí dois filhos em idade escolar, que seguem em jejum para a escola – tendencialmente gratuita, viva o Dr. Crato! – vender a casa em que vivem, amortizar com o produto da venda parte dos calotes e anunciar solenemente: “Hoje é um dia muito importante para a nossa família. Vendemos a casa, vamos mudar-nos para debaixo da primeira ponte onde ainda houver lugar, continuamos cheios de calotes, as crianças deixarão de ir à escola e terão a fome diária por alimento, comeremos o que conseguirmos resgatar do contentor do lixo. Temos motivos para estarmos orgulhosos”.

Como na piada da hiena que se alimenta de dejectos de outros animais, tem sexo com o seu par uma vez por ano e ri muito, é caso para perguntar: se come merda e tem sexo uma vez por ano, ri de quê?


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial